o garotinho do chapéu azul

era um garotinho de apenas oito anos que nas ruas com um chapéu de pano passava

um chapéu azul que qualquer um vê com pequenas bolinhas da cor da estrela dalva

depois de um tempo usando o chapéu, o garoto teve uma pequena surpresa

seus amigos da escola no chapéu não viram uma grande beleza

os amigos mais velhos do garotinho começaram a rir

e todos ao mesmo tempo começaram a proferir:

“bananinha, bananinha! esse chapéu é de menininha!”

diziam também que aquele chapéu era muito feminino

e do garotinho a tarde toda continuaram rindo

sua mãe havia comprado para ele aquele chapéu

ele não sabia como reagir, ficava estático como um troféu

enquanto os seus amigos ali faziam aquele escarcéu

o garotinho então logo se revoltou

e para agradar os outros, o seu estilo mudou

tirou o chapéu e colocou um boné

começou a usar botas com pele jacaré

foi de nazaré até taubaté

e mesmo assim continuou triste, pois é

achando que estava todo bonitão, foi até o colégio todo convencido

foi então de supetão mostrar o seu novo estilo para seus amigos

os mesmos amigos que antes o zoaram, agora de cima a baixo o olharam

começaram a tirar sarro do pobre garoto falando palavras de baixo calão:

“nossa, bananinha… como você tá escroto, meu irmão!”

o garoto de novo se revoltou, pois o seu estilo havia mudado

ele não gostava de como estava, ele continuava chateado

pensava que se mudasse o seu estilo, alguém teria falado

algo bom e cordial sobre a sua roupa que havia trocado

mas ninguém nem um pio sobre sua roupa havia comentado

moral da história: não mude o que você é para deixar os outros felizes, apenas se faça feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.